Sobre a decisão de morar sozinha

Untitled-1

Não importa a idade que se tenha, morar sozinho é uma decisão marcante na vida da gente. Para os pais, é aquela dorzinha apertada no peito, de quem vê os filhos alçando voo solo com direção a um mundo cheio de surpresas e novas responsabilidades.

Pra gente, é engraçado. Digo engraçado porque no início parece que não vai dar certo, que a gente nunca vai se acostumar a voltar pra casa sozinho, com um pia cheia de louça nos esperando, tendo que se virar nos 30 com pouca coisa na geladeira, tendo que aprender a criar um a planilha de contas a pagar todo início de mês. O divertido é que, quando a gente se acostuma, se arrepende de não ter feito isso antes.

Estar em um lugar que é só teu (e que assim você pode fazer o que bem entender, na hora que bem entender) é muito mais que uma sensação de liberdade, é ter a certeza e que se está pertinho da independência.

Ou seja, tem muito mais prós do que contras. E é por isso que estamos aqui. Pra te mostrar que pode parecer um pouco solitário, mas também é uma aula diária. Você aprende a administrar melhor o seu dinheiro, a compreender as suas manias, a se importar com coisas que antes não fazia questão, a estabelecer suas próprias metas e, o melhor, a conquistá-las diariamente.

Aqui a gente vai te ajudar com tudo isso. E mais: vai dar dicas de como economizar na decoração, te ensinar a deixar o miojo espetacular (sem usar ketchup), organizar as suas finanças, a fazer coisas que você jamais imaginou que pudesse fazer em casa.

Vai ser lindo! Então vem com a gente!  🙂

Anúncios