Kombi: amor eterno

Fiquei sabendo só agora que a Kombi vai deixar de ser fabricada aqui no Brasil até o fim desse ano. Foi como se jogassem uma bomba no meu coração. Sério. Não que eu pretenda comprar uma, pelo contrário. Mas eu nutro um amor enorme por ela desde pequena.

46226_4211724365385_179529204_n

Não lembro bem quando, onde começou, nem o motivo.  Andei apenas uma vez há uns cinco anos, achei o máximo e nem me importei pelo fato de ter que segurar a porta com uma corda (dou risada quando lembro). Quando assisti Pequena Miss Sunshine, passei a querer alugar uma delas e sair viajando o país igualzinho ao filme. O fato é que essa bonitona desperta em mim um sentimento gostoso, sabe? Talvez pelo design dela, gordinha, rechonchuda, arcaica, familiar, aconchegante.

Ou seja, tudo o que eu vejo de kombi nessa vida, eu quero comprar. Meu namorado tem o dever de me podar nesses momentos, porque se dependesse de mim, a casa teria formato de Kombi, cheia de mini-kombizinhas dentro.

Mas enfim, esse post não vai servir como um muro de lamentações. Vou aproveitar o assunto para mostrar o quanto um pouquinho de kombi na vida não faz mal. Pelo contrário, enche de amor e charme. ❤

E com vocês, as kombis que fazem parte da minha vida:

Essa me acompanha na agência.

Essa me acompanha na agência…

E essa dá as boas-vindas a quem chega em casa. <3

…e essa dá as boas-vindas a quem chega em casa. ❤

Anúncios