Suculenta: a planta para quem não tem tempo

Se tem uma pessoa que ama flores e plantas, sou eu. Passei toda a minha infância morando em uma casa que ficava de frente para um matagal descampado, cheio de árvores de todos os tipos e tamanhos e das flores mais bonitinhas. Ou seja, a maioria das minhas tardes com as minhas amigas foi ali, brincando de florista, de Caçadores da Arca Perdida, no calor, no frio, no sol e também na chuva (que dirá a minha mãe que tinha que lavar a minha roupa cheia de lama).

Mas enfim, todo esse meu relacionamento amoroso com as plantinhas me segue até agora. E aqui em casa não é diferente. Além de deixar o ambiente mais bonito, elas dão um outro astral, passam uma energia boa e, por tudo isso, eu costumo comprar quase toda a semana.

Mas vocês devem estar pensando: “ah, então a casa dela é cheia de flores!”. Não, não é. E é aí que vem o meu drama (toca a musiquinha melancólica): elas não duram muito tempo aqui em casa. Eu molho, adubo, beijo e nada. Chega a ser frustrante até.

Se aí no seu apê é a mesma coisa e você também sofre com essa sina de ver as plantinhas não vingarem de jeito nenhum, uma dica: calma. As suculentas estão aí pra nos tirar da amargura!

Elas são gordinhas justamente porque têm a capacidade de armazenar água por muito mais tempo que as outras. Ou seja, é uma boa ideia pra quem tem pouco tempo pra se dedicar e também pra quem costuma esquecer que plantas precisam de água de vez em quando. Eu tenho duas (que são os meus xodós), que rego uma vez a cada quinze dias. Essas pequeninhas, que a gente encontra em supermercado mesmo, não precisam de exposição direta ao sol e nem adubação. E por crescerem muito devagar, não tem a necessidade de replantá-las. 😉

minhas_suculentas

E pra finalizar, fica a dica:
aaaa

Anúncios