Eu amo pipoca. Muito. MUITO.

Sou daquelas que gosta tanto desse milho estourado que não tenho a menor compostura e educação pra comer, nem sozinha, nem na frente dos outros. O dia que eu conseguir comer educadamente, uma a uma, eu estarei em um estado de espírito muito evoluído, tipo nirvana. Simplesmente não dá. No cinema, compro sempre o pacote mega-blaster-uber-gigante e, do balcão de compra até a poltrona, eu fico em um estado de nervos tão grande (que a minha outra mão está ocupada segurando a água), que eu vou com a boca direto no pacote mesmo.

Tá, enfim, já deu pra entender.

Aqui em casa, a despensa sempre tem pipoca, já que meu namorado também foi picado pelo mosquitinho transmissor desse amor todo. E como é muito comum por aqui, acabei fazendo uns testezinhos com a pipoca na cozinha, já que eu estava querendo diminuir o sal na alimentação.

Já conhecia (e amava) colocar aqueles temperos prontos, tipo Sazon e Fondor, que ficam uma delícia, mas também deixam a pessoa com a taxa de sódio lá em cima. Esses tipos são mais práticos porque é só  adicionar na pipoca pronta, mexer e era isso. Maaaaaas, à procura de outras alternativas, cheguei em algumas opções bem mais gostosas e saudáveis (porque temperam bastante e por isso pedem menos sal que o normal).

pipoca

Desde já adianto que essas dicas devem ser usadas com pipocas de panela e não de micro-ondas, tá? (quem é pipoca lover sabe bem a diferença na qualidade entre as duas). Bora lá:

Alho: corte um dente bem pequenininho ou use aqueles que a gente encontra pronto em supermercado. Quando a pipoca começar a estourar, coloque o alho e mexa bem a panela. Ele não deve ser colocado antes porque senão ele queima e aí danou-se tudo.

Orégano, Manjericão e Ervas Finas: é bom colocar logo que a pipoca sai da panela, quentinha. Eles dão um gostinho incrível. Eu, particularmente, gosto de usar alho na hora do preparo e arremato com orégano no final. Fica delícia.

Salsinha: assim como o orégano, a salsinha pode ser usada pra dar aquele toque final. Mas ela tem que ser cortada bem fininha e pequena.

Pimenta: pra quem gosta, com moderação, se torna um complemento bem bacana.

Parmesão: experimentei e adorei a ideia. O queijo bem raladinho coloca a pipoca amanteigada de micro-ondas no chinelo!

Importante: se errar a primeira vez, não me xingue! A primeira vez que tentei fazer uma versão diferente ficou simplesmente uó. O importante é ir tentando aos poucos, dosando a quantidade dos temperos pra ver qual a forma que cai melhor no seu gosto.

Dá até para impressionar o namorado-amigo-colegadetrabalho assim, hein?! 🙂

Posted by:Giovanna Delfini

Jornalista, gaúcha, gremista, curiosa, teimosa, exagerada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s