Gastronomia simples, mas de cinema! Conheça o projeto Gastronomismo.

Vocês sabem bem que a intenção do Apartamentoterapia é desmitificar aquele pensamento que morar sozinha é um sacrifício, que mobiliar e decorar a casa precisa de fortunas e que preparar boas refeições é coisa de chef e não de adolescentes e adultos que acabaram de sair da casa dos pais. Assim que decidi trabalhar no blog, comecei a procurar outros projetos bacanas, inspiradores, de pessoas que apostam em ajudar as outras de alguma forma. Numa dessas pesquisas, encontrei o pessoal do Gastronomismo, que tem o objetivo de fazer com que as pessoas cozinhem com mais prazer, sem medo de ser feliz.

O projeto, produzido pelo trio Isadora Becker e Mariana Moura (formadas em Gastronomia) e Frederico Leonardo Dora (formado em Comunicação Social), todos de Porto Alegre, nada mais é do que um site e canal no YouTube, com vídeos de receitas simples, mas de sabores sofisticados, gravados em um estúdio-cozinha montado especialmente para os programetes. E o mais legal: as receitas são inspiradas em filmes, músicas e lugares. Uma coisa tão encantadora, que os procurei para explicar um pouquinho pra gente como foi criado tudo isso. E é a Isadora que nos mata essa curiosidade.

Vocês são três no projeto. Como foi “construir” o Gastronomismo? Como nasceu o projeto?
Durante a faculdade, o Frederico me convocou para fazer uma receita para que ele filmasse. Deste dia saiu um vídeo super bonito para uma cadeira da universidade. Meu sonho como cozinheira sempre foi passar o conhecimento adiante, conseguir com que mais pessoas cozinhassem e sentissem a grande satisfação de sentir o seu próprio tempero. A partir daí, resolvemos juntar nossas aspirações e testar fazer vídeos de receitas. A parceria deu certo e estamos fazendo vídeos desde 2011.

Existe algum fator principal para a escolha das receitas? Praticidade, sabor ou pela peculiaridade?
Escolhemos as receitas de acordo com o tema. Estudamos várias e escolhemos a que
combina sabor e praticidade. A idéia é escolher uma receita que seja deliciosa e que também seja de preparo simples o suficiente para encorajar as pessoas a irem pras suas cozinhas e testar. Para que as pessoas se sintam mais confiantes para cozinhar, ensinamos também técnicas que, a partir delas, os preparos ficam muito mais fáceis.

As receitas são criadas por vocês? Há alguma inspiração especial?
Todos os episódios do Gastronomismo tem uma inspiração cultural. Para isso, criamos
algumas receitas e adaptamos outras, para caberem dentro do tema. Claro, na série Comida de Cinema precisamos fazer a receita do prato que aparece na cena, mas mesmo assim, procuramos sempre uma com o toque do programa.

Vocês são super jovens. Acreditam que é uma forma de incentivar a gurizada a sair da zona de conforto e aprender a pôr a mão na massa na cozinha?
Hoje em dia, os programas de culinária são quase todos apresentados por jovens, e não mais pela senhora avó, grande anciã da cozinha. Na verdade, nem se usa mais a palavra culinária, por ser considerada antiga. Ao mesmo tempo que o programa é feito por pessoas relativamente jovens, temos um público bastante variado. Não só porque tentamos retomar algumas receitas antigas, como quindim, mas também porque trazemos algumas novidades pro paladar brasileiro. A facilidade de procurar receitas no YouTube faz com que jovens, bem jovens, assistam nossos vídeos pra fazer uma preparação especial pro Dia das Mães ou também para saber se virar quando os pais vão viajar. A nossa geração é a marcada pelos primeiros cursos de faculdade de gastronomia e pelo boom da moda de comer bem, então creio que haja uma procura maior por receitas simples e impressionantes.

O Comida de Cinema nasceu de duas paixões em comum de vocês três? Como é a escolha dos filmes/pratos? Serão quantos vídeos?
A paixão por cinema que nós do Gastronomismo temos já era facilmente vista nas nossas temporadas e vídeos. A idéia da série é fazermos pratos que aparecem em cenas de filmes, que nos deixam babando na frente da tela do cinema ou da televisão. Nas primeiras temporadas, escolhemos cenas que nos intrigavam e, aos poucos, foram chegando sugestões dos espectadores. A última temporada e essa, são apenas com filmes sugeridos. Por enquanto, a série está renovada até julho deste ano. Tem sido um projeto interessantíssimo de fazer, o que nos obriga a assistir filmes para trabalhar (o que não é nada mal!).

Alguma novidade do projeto que esteja por vir?
O Gastronomismo ganhou um irmão, projeto do Frederico e da Mariana, diretores do programa: o Banquete. Esse projeto visa contemplar receitas que são mais trabalhosas e complicadas, que não combinam com o estilo do Gastronomismo, mas que são super interessantes.

Um amor só, né?
Quer conhecer o projeto? Ver como se faz o bolo branco que o Leonardo di Caprio come em Django Livre, o bolo de chocolate de Matilda ou ainda a cerveja amanteigada do Harry Potter? Então acompanhem a Isa, a Mariana e o Frederico no site, no canal no YouTube, na fanpage e no perfil do Instagram.

Anúncios