5 lugares para encher os olhos de cor

Terça-feira cinzenta só se você quiser!
Para inspirar o início da sua semana, escolhi cinco lugares espalhados por esse mundão que chamam a atenção pelo colorido das suas ruas, construções e pela hospitalidade incrível dos seus moradores. Se, por acaso, você estiver planejando alguma viagem internacional, ficam as dicas de roteiros lindos, que coooooom certeza renderão um álbum de fotos magnífico! (Todas entraram na minha lista. Quem sabe um dia, né?)

PS: sei que aqui no Brasil também existem muitas cidades tão coloridas e charmosas quanto essas. Vai ter um post bonitão nas próximas semanas, todinho só pra elas.
🙂

Old San Juan, Porto Rico
Esse distrito da capital porto-riquenha está cheio de construções históricas que misturam a origem européia com as cores vibrantes que remetem ao clima caribenho. No chão, paralelepípedos antigos dão base para uma infinidade de lojas, museus, cafés ao ar livre, restaurantes e praças arborizadas.

Cinque Terre, Itália
A uma hora de Gênova, há cinco vilarejos – Monterosso, Vernazza, Corniglia, Manarola e Riomaggiore – simplesmente encantadores. Destino preferido de muitos casais, a região é bem estruturada para recepcionar turistas com bares, restaurantes e café e, ainda, tem mais mais de 10 quilômetros de trilhas ecológicas. Quem já foi garante que vale o investimento pela beleza colorida de cada cantinho.

Valparaiso, Chile
Cidade portuária, de casarios bem antigos, que tem a beleza maior nos seus detalhes. Casas coloridas são rodeadas por morros de vistas privilegiadas para o Oceano Pacífico. Alguns turistas se impressionam com o mau estado de conservação de grande parte da arquitetura do século XVIII e do caos aparente da cidade, mas logo se impressionam com o clima acolhedor e boêmio dos moradores, dos diversos bares e discotecas, além dos vários muros grafitados com puro amor.

Bo-Kaap, Cidade do Cabo, África do Sul
Bo-Kaap é um bairro na Cidade do Cabo, que foi originalmente colonizada por escravos libertos trazidos pelos holandeses nos séculos XVII e XVIII. Tem ruas íngremes, com casas tradicionais coloridas, pintadas em cores vibrantes, em comemoração ao fim do apartheid. A culinária local é outro destaque.

Willemstad, Curaçao
Dizem que o colorido da cidade vem de uma ordem expressa de um governador, que dizia que suas fortes dores de cabeça eram motivadas pelo forte sol que refletia nas construções. Portanto, todas as casas foram pintadas com cores diferentes. Patrimônio Mundial da Unesco, Willemstad tem prédios antigos, heranças da colonização holandesa, um comércio livre de impostos e uma vida noturna bem agitada.

Anúncios