Os 5 vilões de quem mora sozinha

Quem mora sozinha sabe que nem tudo são flores. Cada dia é um desafio para manter a casa organizada, o trabalho em dia e ainda ter um tempinho para levantar os pés pra cima e praticar um pouco do nadismo. Mas para conseguirmos isso, temos que enfrentar alguns vilões sorrateiros no dia a dia do lar, que, se bem tratados, podem fazer igual ao Felix da novela: se redimir e virar amigo.

37aea21eb2603d6d2feeacfe9b8d9f49

Eu listei cinco deles. Quem lembrar de mais algum pode deixar aqui nos comentários e me ajudar a complementar o post.

Ah, galerinha que pretender ter uma casa só sua, fiquem atentos (e leiam também esse post aqui).

1: Preguiça
Essa é complicada. Às vezes a gente tá de saco cheio depois de um dia difícil e simplesmente não quer encarar a pia cheia de louça. Ou olha para o cesto de roupas sujas parecendo o Pico do Everest e prefere ligar o som e relaxar um pouco. Todo mundo tem o direito disso. Mas cuidado: fazer isso muitas vezes seguidas e deixar de encarar o que deve ser feito pode levar a uma preguiça crônica, que resulta ao nosso vilão número 2.

2: Desorganização
Coisa mais irritante desse mundo é procurar uma coisa e não achar. Quando se mora sozinha, a desorganização tem sentido tão amplo, que pode ir do roupeiro bagunçado, a armários de mantimentos vazios e um rombo no seu orçamento mensal. Por isso, organize suas contas, suas roupas, seus livros, documentos e etc.

3: Comodismo
“Ah, tá bom assim”, você pode dizer quando olha para a porta de uma armário que cai toda vez que abre. Não, não tá. Por que não resolver um problema, por menos que seja?

4: Pressa
Quando você vai morar em uma casa nova, a vontade é de comprar tudo de uma vez só. Mobiliar cada cantinho, deixar tudo perfeito, afinal, temos que nos sentir confortáveis na própria casa. Mas cuidado com a pressa. Mesmo que você tenha um limite bem convidativo no seu cartão de crédito, vá com calma. Compre o que for necessário a princípio, e depois, com calma, adquira o restante. Como você está aprendendo a lidar com contas e orçamentos, melhor dar um respiro antes de dar um passo maior que a perna e se encher de dívidas depois.

5: Comida congelada
Você pode estar pensando: “Mas essa guria tá louca? Quer coisa mais prática do que só colocar a comida no micro-ondas?”. Sim, eu também concordo com isso. Mas convenhamos que passar almoço e janta, almoço e janta e mais almoço e janta comendo comida congelada não dá, né? (Não tô falando da marmitinha da mãe nem da vó, tá?). Apesar de ser bom fazer de vez em quando uma pizza pronta pra assistir aquele filminho à noite, esses alimentos são bem pobres em nutrientes, além de riquíssimos em sódio. Ou seja, além de te deixarem com uma sede enlouquecedora depois, tua saúde vai reclamar anos pra frente. Intimimamente ligado à vilã preguiça, esse pode ser combatido com uma pitadinha de vontade de fazer algo mais gostoso (sem deixar de ser prático) pra comer. O mundo tá cheio de receitas rápidas e deliciosas que podem ser feitas em meia hora (taí uma ideia pra uma nova seção no blog, hein?!).

Anúncios