Quando viemos para o novo apê, não contratamos nenhum arquiteto para projetar os cômodos da casa. Como havíamos estourado o orçamento com a reforma, preferimos vir pra cá com os móveis que tínhamos, e com o passar do tempo, íamos arrumando cada cômodo com o amor que eles merecem.

O primeiro ambiente que escolhemos para a renovada foi o sala. Afinal, é nela que passamos maior parte do tempo. Hoje ela está assim:

IMG_0089Na parte de estar, há dois sofás de dois lugares, paredes brancas lisas e o meu xodó, o rack da Tok Stok.

DSC_0115

Atrás do sofá, temos uma mesa retangular branca (que não dá pra ver direito, mas ok). E ao lado, dela um buffet.

IMG_0935

DSC_0132

Então, a sala é grande, mas a disposição das coisas me incomodava. Tinha uma sensação de aconchego, mas que não aproveitava muito bem todo o espaço. E se tem uma coisa que eu não gosto é de desperdiçar coisas, até mesmo espaço. Aí chamei duas arquitetas maravilhosas da @id_projetos para batermos um papo sobre otimização da sala.

A Rose e a Joice me ouviram por quase duas horas. Anotaram todas as minhas observações: queria não mexer na estrutura para não precisar de grandes obras e aproveitar alguns dos itens que já tínhamos por aqui. Elas fizeram uma sugestão linda de projeto:

IMG_0849IMG_0850IMG_0851 (1)

Com esse toque industrial, as meninas deram uma solução ótima para o armazenamento, que hoje aqui em casa é um ponto crítico. O móvel branco em marcenaria abaixo das janelas serve justamente pra isso, e também serve como banco do sofá até a frente da TV. O canto alemão resolve a questão da mesa de jantar e a bancada de home-office foi para atrás do sofá. Com isso, ganhamos muito espaço, pois jogamos a área de estar mais para trás, tiramos o rack e a sala ganhou uma mesa de centro. A TV foi emoldurada por uma estrutura de ferro, linda, linda!

Nós achamos incrível a forma como elas pensaram em tudo. Mas, conversando com o Dani, achamos melhor abrirmos mão do canto alemão para termos mais uma opção para ficarmos “de boas” no ambiente. No sofá até cabem eu, ele, a Picanha e a Leka, mas apertadinhos. Então seria uma boa contar com pelo menos mais uma poltrona. Com a ausência do canto alemão, a sugestão de bancada de home-office sai para dar lugar à mesa de jantar.  Nesse momento, elas estão fazendo os ajustes no projeto e devem nos mandar uma nova versão em breve.

E sim, as meninas são maravilhosas. Ouvem com paciência, sabe? São prestativas e estão sempre em contato com a gente. Pra conhecer um pouco mais do trabalho da Rose e da Joice, aqui está a página delas no Facebook e o perfil no Instagram.

Cenas dos próximos capítulos: a nova versão do projeto. Em breve! 🙂

 

Posted by:Giovanna Delfini

Jornalista, gaúcha, gremista, curiosa, teimosa, exagerada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s